Segundos estimativas, a cada 40 segundos alguém pratica o suicídio em algum lugar do mundo. Ou seja, somente num único ano, cerca de um milhão de seres humanos tiraram a sua própria vida, além de ao menos outros 4 ou 5 milhões que procuram se matar.

A causa do suicídio é na verdade uma junção (ou mistura) de elementos biológicos, psicoemocionais, psiquiátricos, religiosos, socioculturais e até filosóficos que combinados, podem atingir uma ação desproporcional contra si mesmo. Também há razões mais inadiáveis que predeterminam o suicídio: perda do emprego, perda de um grande amor ou fiasco amoroso, decadência financeira, a morte de um ente querido.

Além disso, o histórico psiquiátrico da pessoa revela as motivações para morrer que estão profundamente incorporadas no modo como conduz a própria vida, e fundamentalmente na personalidade do indivíduo; isto é, há tipos de personalidades dotadas de uma predisposição ao suicídio.

A razão do suicídio reside na vulnerabilidade, fragilidade e instabilidade psicológica. Normalmente, o suicida mantêm silêncio sobre sua intenção. Este silêncio atua como uma fachada que pretende esconder uma profunda dor, combinada com sentimentos de angústia, desesperança, tristeza, infelicidade, desânimo e descontentamento generalizado sobre a vida.

Geralmente o suicídio transmite a vontade da pessoa em escapar ou acabar com a sua dor e, quase ao mesmo tempo, da sua intenção de compartilhar aos outros o seu sofrimento como se fosse um grito de socorro.

Resposta escrita pelo Vidente Clayton  José Clayton Donizetti Vieira  |     27/01/2017 - 20:35:18 hs.  |   Respostas de natureza metafísica, científica e esotérica  8º resposta

Próxima pergunta  Próxima Pergunta:

O que é amor doentio?

Lista completa de perguntas  Acessar a Lista completa de Respostas